top of page
  • Sónia Serrão - Psicóloga Clínica

Medo ou Ansiedade?


fugir do medo e ansiedade

A verdade é que estes conceitos estão intimamente ligados e por vezes são difíceis de diferenciar.

MEDO - emoção básica que todos sentimos em certas situações, em geral, é uma resposta a uma situação de perigo concreto e observado, Por exemplo estamos num jardim, relaxados, a passear e de repente vemos um cão com ar ameaçador a aproximar-se rapidamente. A emoção garantidamente que sentimos neste momento é MEDO.

Quando sentimos medo, o organismo acelera para desenvolver respostas de proteção à situação de perigo e por isso muitas vezes se sente o coração muito acelerado, os músculos contraídos e aumento da pressão arterial.

Ansiedade - A ansiedade diferencia-se do medo porque muitas vezes não existe uma situação de perigo ou ameaça concreta e observável. Às vezes a pessoa antecipa algo de mau que pode acontecer, estamos a falar do futuro.

Muitas vezes, a ansiedade é uma resposta a futuras e eventuais ameaças e situações perigosas e desconfortáveis. Na ansiedade estão envolvidos mecanismos cerebrais mais complexos que podem envolver a associação com memórias passadas, com a capacidade do cérebro prever vários cenários possíveis, particularmente negativos. A ansiedade envolve um sistema de resposta cognitiva, afetiva, fisiológica e comportamental. Mas a realidade é que a ansiedade é muitas vezes normativa e uma reação esperada e adaptativa em certas situações, por exemplo quando vamos ter uma situação que é importante para nós.

A ansiedade deixa de ser normativa e funcional quando acontece em situações nas quais não existe um estímulo real efetivamente perigoso e quando passa devido à sua intensidade e frequência a comprometer o dia a dia da pessoa e a gerar evitamento e sofrimento.


Sónia Serrão

Psicóloga Clínica

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page